Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comemorações do Primeiro de Março

por Antigo Mail, em 26.02.10

Cidade de Tomar   Aproxima-se uma data importante para a Cidade de Tomar, foi no Primeiro de Março de 1160 que se foi colocada a primeira pedra do Castelo de Tomar e, que marca oficialmente a fundação de Tomar.

 

   Este ano contam-se oito séculos e meio desde essa data, assumindo portanto relevante destaque só superável daqui a 50 anos ou 150 anos quando Tomar contar um milénio de existência, era de esperar uma comemoração à altura do acontecimento, porém, como de resto já esperava, as comemorações "encomendadas" e "preparadas à pressa" pela Câmara Municipal, são desde já um desânimo, como aliás temos vindo a assistir.

 

 

   É o definhar cada vez mais intenso deste município, de qualquer forma outra coisa não era de esperar, infelizmente. Mas não me estranha, porque o silêncio durou quase até à data das comemorações, porque o alarido sobre quem ou que entidades o iriam realizar já antevia este cenário, porque a Câmara está falida, porque houve autárquicas e o panorama actual é caótico, porque eu nunca vi verdadeiras e sentidas comemorações.

 

   O que esperar quando em anos transactos o espectáculo degradante de gente a prestar homenagem defronte da estátua do fundador às quais duvido que significativa parcela conheça a história de Tomar, já que tais comemorações espelham apenas o protocolo e a ostentação do poder, foram e continuam a ser comemorações mesquinhas de (muito) pouca gente cujo ego se reconforta em aparecer nas posições protocolares, na fantochada que ano após ano se opera em Tomar.

 

   Os habitantes (na sua maioria) nem se dignam a assistir a tais comemorações uns porque não conhecem o seu real significado, outros porque não estão para ver meia dúzia de pessoas armadas em gente importante e, quantos não são aqueles a "encher a pança", passo a expressão, à conta da Câmara, cujo almoço é mais caro do que os benefícios que trouxeram ao munícip durante a sua vida. Enfim, é com desalento que digo, é uma vergonha as comemorações em Tomar.

 

   Este ano como a data é mais redonda que o habitual tentou-se dar mais solenidade ao dia, mas vendo bem, não passa de mais uma diminuta comemoração da fundação da cidade dos Nabantinos, vejamos:

 

   07h09m (nem sei o porquê do pormenor dos nove minutos):

   Alvorada com oito baterias de cem foguetes em oito pontos do Concelho, terminando com cinquenta "morteiros" na cidade.

   O habitual, nem bom nem mau, apenas um pouco mais do que o usual, com a evocação dos "800 e 50" anos de Tomar. Realmente era impossível melhor, ou talvez não...

 

   9h45m:

   Abertura da exposição de rua sobre Tomar.

   Não digo nada somente porque ainda não sei do que se trata. Alguma esperança subsiste.

 

   10h00m:

   Descida em canoa do Nabão no troço urbano.

   Outro momento habitual. Será que não podiam existir mais evocações desportivas?

 

   10h00m:

   Diversas evocações religiosas dos cultos existentes ao vale do Nabão.

   Outro ponto usual e natural, é um ponto importante e compreensível para muita gente.

 

   11h00m:

   Prestação de honra na Praça da República com hastear das bandeiras, deposição de coroas na Estátua do fundador e cumprimentos.

   O espectáculo degradante de sempre, sempre com as mesmas lapas e nenhuma consideração, ainda se soubessem o contexto da fundação do castelo, mas nem isso.

 

   11h30m:

   Largada de pombos das traseiras da Câmara Municipal.

   Pode ser um gesto bonito, mas só isso não chega!

 

   12h15m

   Homenagem ao Mestre Gualdim Pais na Igreja Matriz Templária de Santa Maria dos Olivais seguida de recriação da Iniciação de um Templário.

   Um bom acto, concordo com este plano, apenas acho que deveria ter sido explorada melhor essa ideia e alargada no tempo e espaço.

 

   13h00m:

   Almoço volante com animação musical.

   Espero que, ao contrário de anos transactos, não se destine às ditas lapas dos costume.

 

   15h30m Biblioteca Municipal de Tomar:

   Cerimónia solene evocativa dos 850 anos com conferência "Tomar e os Templários" pela Professora Doutora Lurdes Craveiro, com prévia abertura da exposição "A Identidade de Tomar".

   Outro ponto com merecido destaque, nada a apontar.

 

   17h00m:

   Actuação de Bandas, Ranchos e Tunas em diversos palcos espalhados pela Cidade.

   Usual e normal.

 

   18h20m:

   Sessão de encerramento, na Sociedade Nacional de Geografia em Lisboa, da Conferência evocativa dos 850 anos da fundação do Castelo Templário em Tomar (...).

   Em Lisboa? A sessão de encerramento é em Lisboa? Nem tenho palavras...

 

   18h27m (outra vez o pormenor dos 27 minutos):

   Fogo-de-artifício no Castelo Templário.

   Já agora podíamos fazer fogo-de-artifício ao meio dia solar, assim até tínhamos mais luz.

 

   Acerca dos pormenores, se consultar o folheto informativo deste "magnífico" evento está a explicação do porquê dos horários das 7:09 e 18:27, não se trata por casa dos regionais Tomar - Santa Apolónia ou vice-versa, mas sim porque, como refere o panfleto: "Em Tomar, no dia 1 de Março o Sol nascerá às 7H09 e terá o seu ocaso às 18:27". Espero que os fogueteiros tenham os relógios a postos, com pilhas novas ou corda dada e, certos pelos relógios atómicos.

 

   Agora em jeito de conclusão, trata-se de uma comemoração paupérrima, com algumas ideias boas mas que por serem limitadas e isoladas pouco contribuem para o dia em que se deveriam ver recriações na Praça da República e no centro histórico, fanfarras e gaiteiros a passar pelas ruas, espectáculos à noite, e cine-teatro, feira de produtos regionais e artesanato, promoção turística e das festividades, faixas templárias, da Ordem de Cristo, de Tomar e das freguesias nas pontes e ruas e gente capaz e que compreendessem o que é realmente o dia 1 de Março de 1160.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:22



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Fevereiro 2010

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2006
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D